A Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima) emitiu 36,6 mil certificações para profissionais do mercado de capitais em todo o Brasil no ano passado, número 16,4% maior que o registrado em 2010. Com o resultado de 2011, a entidade totalizou um número recorde de 259,8 mil certificações desde 2002, ano que marcou o início do programa da Anbima.

São Paulo foi o destaque do programa no Sudeste do Brasil em 2011, respondendo por 67% do volume de profissionais certificados dessa região, totalizando, segundo a Anbima, 102,3 mil destes profissionais, 14% a mais do que no final de 2010.

No Nordeste, o destaque ficou para o Estado da Bahia, com 8,9 mil certificações, seguido de Pernambuco, com 6,7 mil, com crescimento de 16% e 17%, respectivamente. O Distrito Federal foi o destaque na região Centro-Oeste, com 8,4 mil certificados emitidos, 19% a mais do que em 2010.

No Sul, o Rio Grande do Sul foi o que mais certificou, encerrando 2011 com 23,6 mil emissões, uma expansão de 15% no último ano. Na região Norte do País, o Pará conta atualmente com cerca de 3 mil profissionais certificados, 28% mais do que possuía no final de 2010.

No ano passado, foram certificados os primeiros profissionais nos Estados de Roraima e Tocantins. A região Sudeste respondeu pela maior parte das certificações emitidas, com 152 mil, por abrigar a maior parte das instituições financeiras. O Sul é o segundo colocado nesse ranking, com 51 mil profissionais certificados. Nordeste (28,2 mil), Centro-Oeste (22 mil) e Norte (6 mil) vêm na sequência.

O Programa de Certificação da Anbima visa promover o aumento da capacitação dos profissionais do mercado de capitais que têm contato com os investidores na venda de produtos de investimento.