A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou hoje o reajuste tarifário anual da distribuidora Light Serviços de Eletricidade S/A. Segundo a agência, o aumento médio será de 2,17%. Para classe de consumo de baixa tensão (abaixo de 2,3 kV), como residências, o reajuste médio será de 1,93%. Já para a classe de consumo de alta tensão (de 2,3 a 230 kV), como indústria, o aumento será de 2,68%, em média.

As novas tarifas da Light entrarão em vigor no dia 7. Segundo a Aneel, os porcentuais de reajuste da distribuidora refletem, entre outros fatores, a variação do IGP-M, índice previsto no contrato de concessão para mensurar a inflação no período, os custos com aquisição de energia e o aumento da Conta de Consumo de Combustíveis (CCC), encargo incidente nas tarifas de energia elétrica destinado a subsidiar a geração de energia nos Sistemas Isolados. Ao calcular os índices, a agência considerou também a variação de custos que a empresa teve no decorrer do período de referência.

A Light distribui energia para 31 municípios do Estado do Rio de Janeiro, prestando serviços a aproximadamente 3,9 milhões de clientes. As vendas de energia da Light correspondem a 72% de toda a energia consumida no Estado do Rio de Janeiro.