O presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores, Luiz Moan, destacou nesta terça-feira, 7, que o mês de abril e o primeiro quadrimestre deste ano foram marcados por recordes históricos na produção e vendas de automóveis, comerciais leves e caminhões. “Nunca vendemos tantos veículos”, completou.

Em abril, foram produzidos 319.038 automóveis e comerciais leves e 18.136 caminhões. No acumulado de 2013, a produção de veículos leves atingiu 1,09 milhão de unidades e a de caminhões foi de 61.694 unidades. As vendas de veículos leves somaram 289.841 unidades no mês passado e 866.147 no ano e as de caminhões foram de 13.716 em abril, para um acumulado de 47.331 no ano.

“No caso dos veículos leves, as vendas ocorreram por conta dos lançamentos de novos modelos e do papel que reputamos ao Inovar Auto, que estimulou a produção. Já nos caminhões, o Programa de Sustentação do Investimento (PSI), com juros de 3% ao ano, foi o mecanismo que manteve o setor na trajetória positiva”, disse Moan.

Ainda segundo ele, a intenção de investimentos de 2013 a 2017 no setor automotivo é de R$ 60 bilhões, mas os números devem ser revistos diante dos anúncios, como o de ontem da Fiat, que ampliou em R$ 9 bilhões para R$ 15 bilhões os investimentos previstos para o País.