Brasília (AE) – A arrecadação federal continua batendo recordes. O total no mês passado chegou a R$ 27,568 bilhões, o maior já registrado em meses de fevereiro. O resultado é 4,58% maior, em termos reais, do que o valor recolhido em fevereiro de 2005. Em relação a janeiro, porém, houve uma queda real de 18 95%. No ano, os recolhimentos efetuados pela Receita chegam a R$ 61,441 bilhões (sem correção pela inflação) ou R$ 61,580 bilhões (corrigidos pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo – IPCA), um crescimento real de 2,3% na comparação com o mesmo período do ano passado.

A queda do resultado de fevereiro, na comparação com janeiro, é explicada principalmente pelo menor número de dias úteis do mês passado. Com a economia produzindo durante menos dias, houve queda de 19,43% no Imposto de Importação e de 20,45% no Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) vinculado às importações. Outra explicação é o fato de janeiro concentrar o recolhimento de alguns tributos, e, por isso, ser um mês de melhores resultados do que fevereiro.

Previdência

As receitas previdenciárias somaram R$ 9,97 bilhões em fevereiro. É o segundo melhor resultado já registrado pela Previdência, só perdendo para dezembro do ano passado. Os recolhimentos tiveram crescimento real de 10,97% na comparação com fevereiro do ano passado.