A venda de carros seminovos e usados no Paraná fechou o ano de 2014 com crescimento de 6,3% em relação ao ano anterior, com a venda de 970.521 unidades contra 912.647 em 2013, de acordo com a Associação dos Revendedores de Veículos Automotores no Estado do Paraná (Assovepar). No relatório, são levados em conta automóveis e comerciais leves. O mês de dezembro, se comparado ao mesmo período do ano anterior registrou aumento de 14,2%, com o registro, no último mês, de 82.067 veículos comercializados ante 71.859.

Os fatores que impulsionaram este crescimento, de acordo com a Assovepar foi a mudança no comportamento do consumidor, que passou a fazer a compra mais consciente. “Em 2013, o comprador e os lojistas tiveram que se adaptar a novas regras impostas no mercado, com a exigência por parte dos bancos do sinal mínimo 20% para a realização do financiamento. Agora, essa prática já está consolidada e o comprador também tem procurado fazer uma compra mais segura, comparando preços e optando por prazos menores de financiamentos”, comenta o vice-presidente da Assovepar, Antonio Gilberto Deggerone.

O vice-presidente da entidade ainda destaca uma nova cultura no segmento que tem gerado benefícios. “Temos observado um número muito grande de pessoas que migraram do novo para o seminovo, pois estão mais conscientes sobre a desvalorização que ocorre ao comprar o novo. O carro é um bem de consumo que desvaloriza, mas essa depreciação é menos sentida ao optar pelo seminovo. Vale destacar que pelo mesmo valor de um zero, o consumidor consegue comprar um seminovo com ótimas condições de uso e completo”, observa.

Para 2015, o cenário se mostra positivo, segundo Deggerone. “Se a economia não sofrer abalos muito fortes, devemos registrar uma média de 5% de crescimento ao ano. Com o retorno da cobrança integral do IPI para os novos, temos mais este fator positivo para que os carros seminovos e usados continuem atrativos aos olhos e bolso do comprador”, avalia.