O Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) ficou em 139,55 em maio, número que revela estabilidade em comparação com o mês de abril, quando ficou em 139,58, considerando os dados dessazonalizados. Vale destacar que o comportamento ocorre em comparação com um mês (abril) que já havia registrado a menor alta desde dezembro de 2008.

O IBC-Br, divulgado hoje pelo BC, é um indicador antecedente do Produto Interno Bruto (PIB) e cada vez mais é acompanhado pelo mercado, já que a autoridade monetária o leva em conta nas decisões sobre a Selic (a taxa básica de juros da economia). Na comparação com maio de 2009, o IBC-Br teve alta de 9,35%.

Na média dos 12 meses encerrados em maio deste ano, o indicador mostrou alta de 5,21% ante os 12 meses anteriores, terminados em maio de 2009. Na média dos três meses encerrados em maio, o IBC-Br apresentou alta de 2,15% sobre os três meses anteriores (de dezembro a fevereiro).

Quando se considera a média dos cinco primeiros meses do ano, na comparação com o período de agosto a dezembro de 2009, o IBC-Br teve alta de 3,81%. No entanto, na comparação com igual período do ano passado, a expansão foi de 10,29%.