Os dois indicadores da atividade industrial da China continuaram a subir em julho, na medida em que a recuperação da terceira maior economia do mundo parece ganhar uma base mais firme, apoiada na demanda doméstica.

O índice de atividade industrial dos gerentes de compra PMI CLSA China, calculado pela empresa britânica de pesquisa Markit Group, aumentou de 51,8 em junho para 52,8 em julho, o nível mais alto dos últimos 12 meses. Julho foi o quarto mês consecutivo em que o índice ficou acima dos 50 pontos, depois de ter girado abaixo desse nível por oito meses. Uma leitura acima de 50 pontos indica expansão da atividade industrial, enquanto uma leitura abaixo de 50 aponta uma contração.

Já o indicador oficial da atividade industrial, divulgado no sábado pela Federação de Logística e Compra da China, alcançou 53,3 pontos no mês passado, de 53,2 em junho. O indicador completou o quinto mês consecutivo acima do limite entre a contração e a expansão.

“A atividade industrial continua a se acelerar e, mais importante, o crescimento das encomendas está sendo puxado pela economia doméstica”, disse o chefe de Pesquisa Econômica da CLSA Asia-Pacific Markets, Eric Fishwick. “Os preços dos insumos e no atacado subiram pela primeira vez em 11 meses”, acrescentou. “Os preços de exportação ficaram para trás, outro sinal de que a China está buscando o crescimento internamente.” As informações são da Dow Jones.