A atividade industrial em quase todos os setores no Japão aumentou em janeiro para o nível mais alto em mais de um ano, de acordo com dados divulgados hoje pelo governo, em mais um sinal de recuperação da demanda privada. O índice de atividade de todas as indústrias – um termômetro da produção total do Japão, incluindo a produção industrial – aumentou 3,8% em janeiro, na comparação com dezembro, em números sazonalmente ajustados, e chegou a 97,8, o nível mais alto desde novembro de 2008.

Segundo o Ministério da Economia, Comércio Exterior e Indústria, o índice havia caído 0,2% em dezembro, após ter subido 0,2% em novembro. Considerado uma medida da economia real pelo lado da oferta, o índice de todas as indústrias representa uma alternativa aos dados do Produto Interno Bruto (PIB) no julgamento do desempenho econômico do Japão.

Os dados mostraram que o setor de construção teve um desempenho excepcional na comparação com o ano anterior. A produção do setor cresceu 17,3% em janeiro, em relação a dezembro, enquanto a atividade no setor de serviços cresceu 2,9%, ajudada por medidas de estímulo que incentivaram compras de carros.

Alguns analistas disseram, porém, que a atividade econômica pode diminuir nos próximos meses, como efeito da redução das medidas de estímulo, ao mesmo tempo em que a deflação continuada pode reduzir os investimentos das empresas. As informações são da Dow Jones.