Levantamento concluído esta semana pela Secretaria da Agricultura e do Abastecimento sobre a produção agrícola no Estado traz pela primeira vez as informações sobre a intenção de plantio para a segunda safra 2008/09.

Em condições normais de clima, levantamento do Departamento de Economia Rural (Deral) prevê um crescimento de 12% na produção de milho safrinha e de 25% na produção de feijão. A pesquisa constatou ainda boas perspectivas para o cultivo de grãos de inverno.

Em relação à produção de grãos de verão da safra 2008/09, a previsão é de uma queda de 26% em decorrência da estiagem que prejudicou a agricultura paranaense no final do ano passado e início deste ano. O volume de produção cai de 22 milhões de toneladas no ano passado para uma previsão de colheita de 16,4 milhões de toneladas este ano.

Para o secretário da Agricultura e do Abastecimento, Valter Bianchini, embora o quadro de perdas da safra de verão esteja configurado, o cenário futuro de curto prazo apresenta fatores positivos.

Entre eles, apontou o crescimento de área e produção para a safrinha de milho e feijão e boas perspectivas de preços para as principais commodities, como milho e soja no mercado futuro.

“A quebra de safra do milho, ocorrida no Sul do Brasil, na Argentina e no Paraguai, dá condições para um mercado mais sustentado este ano para a produção brasileira e paranaense”, justificou. A segunda safra de feijão mostra forte tendência de crescimento de área (16%) e de produção (25% a mais, ou 427.740 toneladas) para este ano de 2009.

As expectativas para o milho safrinha são de estabilidade na área plantada,com intenção de plantio de 1,54 milhão de hectares, uma leve redução de 3% sobre o plantio realizado na safrinha do ano passado, que atingiu 1,58 milhão de hectares.

Mesmo com leve redução de área, a produção de milho safrinha deve atingir 6,42 milhões de toneladas, um crescimento de 12% sobre a produção no mesmo período do ano passado quando foram colhidas 5,7 milhões de toneladas.

Ainda não há definição para o plantio de grãos de inverno no Paraná como aveia, centeio, cevada, triticale e trigo porque essas culturas começam a ser plantadas no Estado a partir de abril. Mas as expectativas apontam tendência de crescimento de área e de produção também para essas culturas.