Foto: Lucimar do Carmo

Diesel: aumento deve impactar no setor de transportes.

O aumento do óleo diesel (15%) nas refinarias, que entrou em vigor ontem, irá causar um impacto imediato nos valores dos fretes.

O reajuste deve se refletir diretamente no setor de transporte, uma vez que o óleo é o principal insumo utilizado pelas empresas, chegando a representar até 40% na planilha de custos das transportadoras.

Segundo o Presidente do Sindicato das Empresas de Transportes de Cargas do Paraná (Setcepar), Fernando Klein Nunes, este aumento irá representar um impacto nos custos entre 4,5% a 6%, variando conforme a distância operada. ?Infelizmente as transportadoras serão obrigadas a repassar totalmente o reajuste aos clientes?, afirma.

Nunes lembra que maio será marcado, também, por correções salariais. ?As empresas do setor de transporte devem compensar todos estes gastos repassando os valores para os clientes. A expectativa é que o reajuste do diesel chegue a aproximadamente 9% nas bombas, já compensado pela redução da Contribuição de Intervenção do Domínio Econômico (Cide), anunciada pelo Governo?, destaca.

O preço da gasolina também deve aumentar em 10% nas refinarias. O reajuste não chegará ao consumidor final, pois o governo reduzirá a Cide, o Programa de Integração Social (PIS), a Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) e o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).