São Paulo – Brasileiros que pretendem imigrar para a Austrália com o objetivo de trabalhar ganharam um excelente incentivo: com o objetivo de aumentar a população em Victoria e no Sul do país (duas de suas áreas mais prósperas), o governo australiano reduziu as exigências para quem pretende se estabelecer em seu território.

Agora, os pré-requisitos principais para a liberação do visto de trabalho incluem idade, tempo de atuação no mercado e nível de inglês, entre outros. O país possui um dos menores índices de desemprego entre os países desenvolvidos (menos de 6%).

A falta de mão-de-obra é um crônico problema australiano. Em Victoria, por exemplo, há mais vagas disponíveis nas empresas da região do que candidatos a trabalhar nelas, segundo a SCA Brasil, a empresa brasileira responsável pelo maior número de aprovações de vistos para Austrália. É nesta província que fica Melbourne, uma das principais cidades do país.

Dentre as diversas possibilidades de imigrar legalmente para a Austrália destaca-se o programa para profissionais qualificados com até 45 anos de idade e bom nível de inglês. Entre os profissionais mais requisitados estão as da área de informática, engenharia e contabilidade.

?Com seus 20 milhões de habitantes, a Austrália é um país jovem, que não consegue suprir a demanda de profissionais qualificados originadas pelo seu alto crescimento econômico?, conta Vinicius Barreto, diretor da SCA Brasil.

?A maioria dos interessados na imigração são profissionais já qualificados no Brasil, em sua maioria jovens casais com filhos pequenos, em busca de melhor qualidade de vida, e principalmente segurança?, completa ele.

Mais informações sobre os planos de imigração para a Austrália podem ser obtidas nos telefones (11) 5041-0112 e (11) 5042-1074, ou no site da SCA (http://www.vivaenaustralia.com/por/index.asp).