A balança comercial brasileira registrou um superávit de US$ 690 milhões na quarta semana de abril (entre os dias 19 e 25) e, com isso, já acumula um saldo positivo de quase US$ 7,7 bilhões neste ano, segundo dados divulgados ontem pelo Ministério do Desenvolvimento.

O superávit de US$ 690 milhões obtido na semana passada é bastante superior ao da semana anterior (US$ 242 milhões) e pode ser explicado pela greve de advertência dos auditores da Receita Federal.

Segundo o ministro Luiz Fernando Furlan (Desenvolvimento), a greve da semana retrasada prejudicou as exportações e contribuiu para a redução do superávit semanal.

No entanto, como os auditores voltaram a trabalhar na semana passada, as exportações alcançaram US$ 1,613 bilhão em apenas quatro dias úteis – quarta-feira foi feriado – e o superávit voltou a ser bastante positivo.

No mês, o saldo positivo da balança já totaliza US$ 1,508 bilhão e, neste ano, alcança US$ 7,678 bilhões.

O mercado prevê que o superávit de 2004 alcance US$ 25 bilhões, enquanto o BC, um pouco mais conservador, estima um saldo de US$ 24 bilhões. No ano passado, a balança teve um superávit de US$ 24,8 bilhões.

Médias

As exportações acumuladas em 2004 somam US$ 23,394 bilhões, o que representa uma média de vendas ao exterior de US$ 317 milhões por dia útil. Isso representa um crescimento de 24,1% sobre o mesmo período de 2003.

Já as importações deste ano somam US$ 16,716 bilhões. Por dia útil, foram comprados do exterior US$ 217 milhões, o que representa um crescimento de 15,8% em relação ao ano passado.