Os bancários da Grande Curitiba realizam assembleia nesta quinta-feira (22), às 18h30, para apreciar a proposta de reajuste salarial de 7,8% feita pela Federação Nacional dos Bancos (Fenaban). A orientação do comando nacional dos bancários é pela rejeição da oferta e pela aprovação do indicativo de greve a partir da próxima terça-feira (27). A categoria pede aumento de 12,8% e alega que a proposta da Fenaban representa apenas 0,37% de ganho real.

Como essa negativa já foi sinalizada à própria Fenaban, a entidade que representa os banqueiros agendou uma nova rodada de negociações para sexta-feira (23), em São Paulo. Desta reunião, os trabalhadores esperam que saia uma proposta melhor.

Novas assembleias dos bancários acontecerão na segunda-feira (26), quando poderá ser decretada a greve já a partir da próxima terça (27), dependendo do que a Fenaban oferecer na sexta (23).

Os trabalhadores dos bancos federais têm pautas de reivindicações específicas. A Caixa Econômica Federal propôs nesta quarta (21) a aplicação do mesmo índice de reajuste da Fenaban (7,8%). Já o Banco do Brasil não apresentou proposta para os pedidos específicos de seus funcionários e informou que vai aguardar a negociação conduzida pela Fenaban.