O presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, afirmou nesta terça-feira (16) que novas funcionalidades deverão ser implementadas no Pix. Entrou em vigor hoje o Mecanismo Especial de Devolução, que agilizará o ressarcimento ao usuário vítima de fraude ou de falha operacional das instituições financeiras. A partir do dia 29 de novembro estarão disponíveis o Pix Saque e o Pix Troco, que permitem o saque em espécie e a obtenção de troco em estabelecimentos comerciais e outros lugares de circulação pública.

LEIA TAMBÉM:

>> Golpes na Black Friday? Cuidado! Procon dá dicas pra você não cair em ciladas

>> Câmara aprova texto-base de MP que recria Ministério do Trabalho

No médio prazo, ainda sem data definida, deverão estar disponíveis pagamentos instantâneos de compras em outros países, e operações sem acesso à internet, segundo Campos Neto. Para celebrar o aniversário de um ano do Pix, o BC divulgou um balanço do período. Em um ano, cerca de 7 bilhões de transações foram executadas por meio do sistema, movimentando R$ 4 trilhões. O recorde diário de transações ocorreu no último dia 5 de novembro, com 50.045.289 operações.

Ao todo, 62,4% da população acima de 18 anos usou a ferramenta para enviar ou receber dinheiro. Até o fim de outubro, o Pix tinha 348,1 milhões de chaves cadastradas por 112,65 milhões de usuários. Desse total, 105,24 milhões são pessoas físicas e 7,41 milhões são pessoas jurídicas. Cada pessoa física pode cadastrar até cinco chaves Pix e cada pessoa jurídica, até 20. As chaves podem ser distribuídas em um ou mais bancos. Com informações da Agência Brasil.

Pantanal

Zuleica não aceita morar na fazenda com os filhos

Além da Ilusão

Davi expulsa Iolanda de casa

Novidades da Netflix

Filmes e séries que chegam à Netflix nesta semana

Estreia da semana

5 curiosidades sobre “O Telefone Preto”