O ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou que o capital inicial do Banco do Sul poderia estar entre US$ 7 bilhões e US$ 10 bilhões. Mantega declarou, ao sair da Embaixada do Brasil no bairro portenho de Retiro que, ?se o capital estiver ao redor de US$ 7 bilhões, os principais sócios, ou seja o Brasil, Argentina e Venezuela, colocariam entre US$ 1 bilhão e US$ 2 bilhões de capital cada um?. O Banco do Sul, idealizado pelo presidente venezuelano Hugo Chávez, ambiciona ser uma megaentidade para financiar grandes projetos de infra-estrutura e desenvolvimento na região.

Mantega reuniu-se com o ministro da Economia da Argentina, Martín Lousteau, para analisar uma longa agenda de assuntos bilaterais Brasil-Argentina. Os dois ministros conversaram longamente durante o almoço na sede diplomática brasileira. Posteriormente, continuaram a conversa no Ministério da Economia.

O ministro disse que ele e Lousteau têm vários pontos em comum sobre o formato que o Banco do Sul deve ter, entre eles os requisitos de que a nova entidade precisa ser ?eficiente, profissional, lucrativa e que financie bons projetos?.