O Banco do Brasil (BB) e a Agência Brasileira de Promoção de Exportações (Apex) assinaram hoje um acordo de cooperação técnica para capacitar micro, pequenas e médias empresas interessadas em exportar. A ideia é oferecer treinamento e orientação aos empreendedores que desejam vender para outros países.

Segundo o vice-presidente de negócios internacionais e atacado do BB, Allan Simões Toledo, será usada a estrutura do banco para a capacitação das empresas. Atualmente, o BB tem 18 gerências, com 105 gerentes de conta voltados especificamente para o comércio exterior. A intenção é usar uma plataforma eletrônica, já existente no BB, que permite a venda ao exterior via internet. Nessa operação, o banco federal não tem qualquer lucro. Ele é, apenas, um intermediário que dá garantias, ao comprador no exterior e ao produtor no Brasil, de que a mercadoria e o pagamento serão recebidos.

Em um segundo estágio, o BB pode oferecer produtos e assessoria financeira às exportadoras, o que inclui financiamento ao comércio exterior. Segundo Toledo, a meta é aumentar em até 30% o movimento do chamado “Balcão de Comércio Exterior”, nome dado ao sistema que permite vender ao exterior via BB. Em três anos de funcionamento, essa plataforma registrou a realização de 6 mil vendas, com volume total de US$ 28 milhões exportados. Na média, cada exportação tem valor de cerca de US$ 4,5 mil.