O Banco da Reserva da Austrália (RBA, o banco central do país) reduziu a sua previsão de crescimento econômico do país para o próximos ano, afirmando que os investimentos em mineração podem diminuir mais do que o previsto e que o dólar australiano deve pressionar as exportações. As informações compõem o relatório econômico trimestral do banco central australiano.

O banco central australiano reduziu a sua estimativa de crescimento do próximo ano para entre 2% e 3%, de entre 2,5% e 3,5%. A estimativa anterior havia sido divulgada no relatório da instituição financeira em agosto.

Entre as estimativas, o RBA manteve a previsão para o produto interno bruto (PIB) australiano deste ano e de 2015 em 2,25% e entre 2,25% e 4,25%, respectivamente.

A autoridade monetária da Austrália elevou a estimativa de inflação para 2013 de 2% para 2,5%, mas reduziu a sua previsão de inflação para 2015 para entre 1,5% e 2,5%, de entre 1,75% e 2,75%.

Além disso, o relatório trimestral do RBA informou que a menor taxa de câmbio necessária deveria impulsionar o crescimento mais rápido do que o esperado. O BC australiano também afirmou que não descarta a possibilidade de novas reduções da taxa de juros se for necessário.