O Banco Central informou, na tarde desta segunda-feira, 17, que disponibiliza agora um ranking mensal em que é possível acompanhar o Valor Efetivo Total (VET) médio das instituições autorizadas a operar no mercado de câmbio. O VET revela em um só valor a taxa de câmbio, o tributo incidente e as tarifas eventualmente cobradas. Com isso, fica mais fácil para o consumidor comparar taxas e serviços de cada instituição. As informações, de acordo com o BC, são divulgadas em reais.

O sistema pode ser acessado no site do BC na internet e permite consulta a meses anteriores. Para fazer o acesso, é preciso informar se a operação será de compra ou venda, qual moeda se pretende pesquisar, para qual finalidade, de que forma se quer a moeda (espécie ou cartão pré-pago) e a quantia pretendida. Também é possível escolher uma instituição para verificar sua posição na tabela e os valores cobrados.

Segundo o BC, neste momento estão disponíveis dados sobre operações de câmbio relativas a viagens internacionais. A intenção é, nos próximos meses, fornecer dados de outros tipos de operações de câmbio.

A criação do VET foi aprovada pela Resolução 4.021/2011 do Conselho Monetário Nacional (CMN). Para fins de transparência e redução de assimetria de informações, a medida também padronizou as tarifas que podem ser cobradas pela prestação de serviços em operações de câmbio manual para compra ou venda de moeda estrangeira, no caso de viagens internacionais.

O Plano Nacional de Consumo e Cidadania, anunciado em 15 de março deste ano, ampliou a obrigatoriedade de informação do VET previamente à contratação para todas as operações com clientes, com liquidação pronta (até dois dias) e de até US$ 100 mil, incluindo a obrigação de encaminhamento ao BC da informação sobre o VET das instituições.

“Além de facilitar a comparação entre as ofertas disponíveis no mercado, o VET contribui para o melhor entendimento e transparência envolvendo os custos relativos a operações de troca de moeda”, relata a nota do BC.