O Banco do Japão (BOJ, o banco central japonês) decidiu nesta terça-feira (7) manter a taxa básica de juros em 0,10% ao ano, apesar da profunda recessão enfrentada pelo país, enquanto avalia os efeitos de medidas econômicas adotadas anteriormente.

O comitê de política monetária do BOJ cortou o juro básico do Japão pela última vez em dezembro do ano passado, em 0,20 ponto porcentual para os atuais 0,10% ao ano.

O banco central japonês manteve sua avaliação econômica para abril, dizendo que a economia japonesa “se deteriorou significativamente” devido a “uma piora nos lucros das empresas e ao enfraquecimento da demanda interna.”

A autoridade monetária também decidiu reduzir as exigências para recebimento de garantias nas operações de provisão de liquidez, a fim de tornar os recursos mais acessíveis às instituições financeiras descapitalizadas. O BOJ aceita agora dívidas lastreadas pelo governo federal e títulos do governo municipal como garantias. As informações são da Dow Jones.