Uma maior integração dos mercados de capitais na Europa poderia ajudar o continente a lidar melhor com choques econômicos, de acordo com o presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi.

Segundo ele, a união dos mercados de capitais na Europa poderia encorajar a negociação de ativos entre fronteiras, o que poderia ajudar o continente a amortecer futuras turbulências.

“Um mercado de capitais mais integrado permitiria à Europa lidar melhor com futuros choques econômicos”, disse Draghi. “Um estudo recente do FMI [Fundo Monetário Internacional] mostrou que os mercados de capitais da zona do euro apenas absorveriam uma pequena parcela do choque, comparado com quase 50% nos Estados Unidos. A absorção do choque seria particularmente fraca em período de crise”, comentou.

“A união dos mercados de capitais, e o correspondente crescimento das negociações além fronteiras de dívidas e ações, permitiria maior diversificação de risco, ajudando empresas e famílias a amortecerem turbulências econômicas”, afirmou.

Draghi não mencionou Grécia em seus comentários durante evento em Milão. Fonte: Dow Jones Newswires.