O ex-primeiro-ministro da Itália Silvio Berlusconi disse que o governo do país “precisa seguir adiante” e continuar a implementar reformas econômicas. A declaração foi feita em discurso a manifestantes que se reuniram neste domingo diante da mansão de Berlusconi em Roma.

“Já dissemos clara e diretamente que o governo precisa seguir adiante. O governo precisa continuar a tomar medidas econômicas e já dissemos clara e diretamente que o Parlamento precisa seguir adiante com a votação dessas medidas econômicas”, disse Berlusconi.

A manifestação de apoio ao ex-primeiro-ministro foi organizada pelo partido Povo da Liberdade (PDL), que é liderado pelo próprio Berlusconi, dois dias depois de o Supremo Tribunal da Itália manter a condenação dele a quatro anos de prisão e cinco anos de banimento de qualquer cargo público, por evasão de impostos.

Por causa de sua idade, Berlusconi, de 76 anos, não deverá ser preso. O tribunal deu a ele a opção de ficar quatro anos em prisão domiciliar ou prestar um ano de serviços comunitários. O passaporte de Berlusconi foi confiscado pela polícia na sexta-feira, para impedir que ele deixe a Itália. Fonte: Dow Jones Newswires.