O presidente do Federal Reserve, Ben Bernanke, afirmou hoje que proteger a independência do banco central dos EUA é essencial para a economia do país e acrescentou que a instituição precisa tornar-se ainda mais transparente. Durante uma cerimônia de posse que marcou o início de seu segundo mandato como presidente do Fed, Bernanke disse que a independência do banco central cumpre um papel importante para os objetivos públicos. “Ela permite ao Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, em inglês) elaborar políticas monetárias que interessem ao povo americano no longo prazo, em vez de servirem a imperativos políticos de curto prazo”, afirmou.

Segundo Bernanke, embora seja animador o fato de a economia dos EUA ter voltado a crescer, o país e o Fed ainda enfrentam “enormes” desafios. O maior desafio de Bernanke neste ano será decidir quando elevar a taxa referencial de juros dos EUA. Analistas preveem que a recuperação será forte o suficiente para suportar um aumento dos juros entre setembro e outubro – pouco antes das eleições para a Câmara dos Representantes e para parte do Senado.

Bernanke também disse que embora o Fed seja considerado um dos bancos centrais mais transparentes e responsáveis do mundo, “devemos nos preparar para fazer ainda mais, sermos ainda mais transparentes”. As informações são da Dow Jones.