Rio de Janeiro – O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou nesta quarta-feira (12) a aprovação de um financiamento de  R$ 600 milhões para o aprimoramento de processos industriais e tecnológicos e o desenvolvimento de novos produtos da Fiat Automóveis.

Este é o maior empréstimo concedido pelo banco ao setor automotivo em 2007, disse o chefe do departamento Industrial do BNDES, Haroldo Prattes.O empréstimo corresponde a 50% do investimento total da empresa no projeto.

Segundo Prattes, o segmento automotivo é considerado prioritário pela administração do banco porque  tem  um efeito em cadeia na economia.

?Você puxa o setor siderúrgico, a indústria de auto-peças, a indústria de pneumáticos, a indústria petroquímica. Qualquer coisa que tem de positivo nesse setor, que atravessa uma grande momento positivo agora, você tem um reflexo em outros setores da economia, gerando  grandes benefícios indiretos?.

Outros projetos relativos a área estão sendo analisados pelos técnicos do BNDES. No ano passado, os desembolsos para o setor automotivo totalizaram R$ 4,8 bilhões, dos quais R$ 645 milhões se destinaram a autopeças e o restante para as montadoras. A expectativa da instituição é ampliar as liberações este ano.

O grupo Fiat é líder no mercado brasileiro de automóveis, onde detém 26% do total. A companhia responde pela geração e manutenção de 31,3 mil empregos nas 15 unidades industriais que possui no Brasil, nos estados de Minas Gerais, Paraná e São Paulo.

A unidade de Betim (MG) possui o único centro de desenvolvimento de veículos do grupo fora da Itália. Segundo o BNDES, o Brasil  responde por 15% do faturamento da companhia Fiat em todo o mundo.

O aporte financeiro inclui o financiamento de R$ 800 mil para o projeto social da Fiat denominado ?Árvore da Vida?, que prevê a inclusão social de jovens em situação de risco em Betim. Desde 2005, a ação tem apoio financeiro do banco.