O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou nesta segunda-feira (6) a aprovação de financiamento de R$ 35 milhões para a Cooperativa Central Oeste Catarinense (Coopercentral). Os recursos, segundo o banco, serão utilizados para implantar uma indústria de produtos lácteos com capacidade de processamento de 600 mil litros de leite por dia no município de Pinhalzinho (SC).

O BNDES esclareceu que o financiamento foi aprovado no âmbito do Programa de Desenvolvimento Cooperativo para Agregação de Valor à Produção Agropecuária (Prodecoop). Os recursos serão repassados pelo Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE). "O investimento total é de R$ 68,1 milhões. Após sua implantação, o projeto deverá gerar 160 empregos diretos", informou o banco, em comunicado.

Segundo informações apurada pelo banco, com a entrada em operação da planta industrial de Pinhalzinho, o processo de industrialização do leite deixará de ser terceirizado. "Com isso além da redução de custos haverá melhoria na padronização dos produtos".

O BNDES informou que a Coopercentral é um dos maiores conglomerados industriais do Brasil, com 17 cooperativas filiadas, congregando cerca de 78 mil produtores rurais associados e com a geração de aproximadamente 19 mil empregos diretos. Mais de 90% dos associados são mini e pequenos produtores, com área de até 50 hectares, segundo o banco.