O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) informou nesta quarta-feira, 14, ter aprovado empréstimo-ponte de R$ 420 milhões para a Companhia de Concessão Rodoviária Juiz de Fora – Rio (Concer) realizar projeto de implantação da nova subida da serra de Petrópolis, no Rio de Janeiro.

O projeto prevê ainda mudança de localização da praça de pedágio de Xerém, distrito do município de Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, além de investimentos em passarelas.

De acordo com o banco, será construída uma pista rodoviária com aproximadamente 20 km de extensão, que substituirá o atual trecho de subida. A implantação da nova pista ocorrerá com a duplicação de 15 km da rodovia de descida e construção de um túnel rodoviário com aproximadamente 5 km de extensão.

Além disso, a mudança da praça de pedágio do km 104 para o km 102 da rodovia vai permitir que comunidades de Xerém passem a ter ligação direta com o centro do município, sem a necessidade de passar pela praça de pedágio.

O BNDES informa que, com a implantação do projeto, haverá benefícios como redução do percurso para quem segue do Rio de Janeiro para Juiz de Fora, em Minas Gerais; traçado menos sinuoso, com acostamentos em ambas as margens da pista; menor impacto ambiental para a flora e fauna decorrente da construção de um túnel.

“O projeto possibilita, ainda, a conservação ambiental do antigo traçado da subida da serra, e existe a possibilidade de transformá-la em uma estrada parque, sendo o trecho de cerca de 8 km margeado por florestas da Mata Atlântica e cachoeiras”, diz em nota.

A conclusão dos investimentos na serra está estimada para dezembro de 2016. Segundo o banco de fomento, após a conclusão do projeto, deverão ser disponibilizados cerca de 1 mil empregos diretos e 3 mil empregos indiretos, responsáveis pela manutenção, conservação e atendimento mecânico e médico tanto da pista existente quanto da nova pista.