O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) planeja lançar fundos de investimentos com ações das empresas nas quais o banco tem participação acionária (Vale, Petrobras, Itaú e Bradesco, por exemplo) para que os trabalhadores possam investir recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

A informação é do presidente da instituição, Guido Mantega. O novo produto ainda dependerá da autorização do Conselho Curador do FGTS.

O banco deverá também lançar, num prazo de 30 dias, outros fundos de investimentos para pequenos e médios investidores que queiram aplicar recursos próprios.

?Pretendemos lançar fundos de ações que dê o rendimento mínimo de poupança mais TR. Isto é ótimo e pode ser utilizado pelos trabalhadores?, disse Mantega.

Segundo o presidente do banco, assim que estiver concluído o modelo desses fundos de investimentos, o banco vai conversar com os gestores do FGTS para negociar a autorização do uso do dinheiro do trabalhador para investimento no fundo de ações do BNDES .

Mantega lembrou que a prioridade do FGTS é financiar habitação e saneamento mas, havendo saldo de caixa, será interessante aplicar em fundos de ações.

?Nós podemos trazer o pequeno e médio investidor, a pessoa física, para ser acionista de uma grande empresa e obter os dividendos da empresa?, disse Mantega, ao explicar que esse objetivo é que norteia a criação desses fundos de investimentos. Por outro lado, conforme o presidente do BNDES, os fundos funcionariam como uma forma de oferecer crédito barato para as empresas.

Mantega falou após participar de almoço com a direção da Fundação Getúlio Vargas (FGV) e diversos empresários.