O mercado norte-americano de ações fechou com os principais índices em leve alta, depois de ter operado a maior parte do pregão em baixa. No foco das atenções estavam a nova baixa dos juros dos títulos do Tesouro, que reduziu a preocupação de que os juros altos possam ter impacto negativo no crescimento econômico; informes de resultados de empresas; e o informe do Departamento do Comércio sobre o número de construções de residências iniciadas em maio, que caiu 2,1%, contra previsões de baixa de 3,5% (além disso, o dado de abril foi revisado de +2 5% para +1,0%).

"Esses números podem muito bem ser interpretados como positivos, depois de tantas más notícias sobre o mercado de moradia e as hipotecas de segunda linha", comentou o chefe de pesquisa e operações da Louis Capital Markets, Robert van Battenburg.

Ações

Entre as componentes do índice Dow Jones, o destaque foi General Electric, com alta de 3,20%, depois de a empresa anunciar a compra de uma participação majoritária na Regency Energy Partners por US$ 603 milhões; as ações da Regency avançaram 19%. As ações da agência de viagens eletrônica Expedia subiram 14%, depois de a empresa anunciar o plano de recomprar US$ 3,5 bilhões em ações. As da rede de lojas de eletrônicos BestBuy caíram 5,9%, em reação a seu informe de resultados; isso afetou outras ações do setor, como Circuit City Stores (-2,8%) e RadioShack (-3,3%).

Fechamento

O índice Dow Jones fechou em alta de 22,44 pontos, ou 0,16%, em 13.635,42 pontos. O Nasdaq encerrou com ganho de 0,16 ponto, ou 0,01%, em 2.626,76 pontos. O Standard & Poor’s-500 subiu 2,65 pontos, ou 0,17%, para 1.533,70 pontos. O Nyse Composite avançou 21,05 pontos, ou 0,21%, para 10.026,52 pontos. O volume negociado na Nyse alcançou 1,460 bilhão de ações, de 1,234 bilhão ontem; 1.932 ações subiram, 1.355 caíram e 150 fecharam nos mesmos níveis de ontem. No Nasdaq, o volume alcançou 1,932 bilhão de ações negociadas, de 1,742 bilhão ontem, com 1.619 ações fechando em alta e 1.397 em queda. As informações são da Dow Jones.