O presidente Jair Bolsonaro afirmou que a privatização dos Correios “ganha força” no governo. “Serviços melhores e mais baratos só podem existir com menos Estado e mais concorrência, via iniciativa privada. Entre as estatais, a privatização dos Correios ganha força em nosso governo”, escreveu o presidente na rede social.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

Na quinta-feira (6), em decisão positiva para o governo, o Supremo Tribunal Federal (STF) determinou que o processo de venda ou de perda de controle acionário de empresas subsidiárias de estatais não precisa ser aprovado pelo Poder Legislativo. Por outro lado, a Suprema Corte proibiu o governo de vender a chamada ‘empresa-mãe’, ou seja, a empresa pública ou a sociedade de economia mista, sem autorização legislativa.

Em abril, o presidente afirmou que deu sinal verde para que sejam feitos estudos para a venda da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT). A privatização está nos planos do governo para enxugar a máquina pública. A estatal tem mais de 100 mil funcionários e acumula prejuízos nos últimos anos.

Criação de moeda única de Brasil e Argentina gera polêmicas