A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) abriu em alta, mas já inverteu o sinal e caía 0,29%, aos 54.109 pontos, às 10h11. A previsão é que o dia será de volatilidade na Bolsa e que o rumo dos negócios deverá ser definido pelo cenário externo.

A preocupação continua rondando os mercados, tanto pela nova emersão do problema com hipotecas de alto risco, conhecidas por subprime, – que ganhou força com a situação precária de dois fundos de hedge (que investem em ativos variados) do Bear Stearns – quanto pela possibilidade de mais apertos monetários em vários países. Às 10h08, o Ibovespa à vista, que abriu em alta, recuava 0,25%, aos 54.131 pontos.

Além disso, a semana é carregada de indicadores e eventos fortes – destaque para reunião do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc) do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos), revisão final do Produto Interno Bruto (PIB)do primeiro trimestre nos EUA, entre outros. No Brasil, tem reunião do Conselho Monetário Nacional, com definição da meta de inflação para 2009 e relatório de inflação do Banco Central.