A Bolsa de Valores de São Paulo bateu nesta quinta-feira (5) seu 27º recorde de fechamento do ano: o Ibovespa, principal índice, avançou 0,42% e terminou o dia aos 55.932 pontos, nova marca histórica. A anterior, registrada na terça-feira, era de 55.700 pontos.

A valorização se deu apesar da queda de 0,08% do índice Dow Jones, o mais tradicional das Bolsas de Nova York. Outros índices de Wall Street tiveram pequena elevação nesta quinta-feira, mas há que se ressaltar o papel desempenhado na Bovespa por suas duas principais ações, Petrobras PN e Vale do Rio Doce PNA.

Essas ações, as de maior peso na composição do Ibovespa, subiram nesta quinta-feira, beneficiadas pela alta das commodities com as quais Vale e Petrobras trabalham. O petróleo subiu 0,56% em Nova York, para US$ 71,81, o maior nível dos últimos dez meses. Com isso, Petrobras PN ganhou 0,54%.

Já Vale PNA foi ajudada pela valorização de algumas commodities metálicas, como o cobre, e terminou o dia com elevação de 0,99%. Como Petrobras PN e Vale PNA representam juntas quase um quarto de toda a carteira do Ibovespa (composta por 60 ações), a contribuição dos dois papéis para foi determinante para o fechamento recorde da Bolsa nesta quinta-feira.