Após dois dias de perdas, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) fechou hoje (5) em alta de 0,26%, aos 52.949 pontos. Na semana, entretanto, a queda atingiu 9,99%, contribuindo para uma perda acumulada de 23,6% no ano. Ontem (4), as operações fecharam com retração de 5,72%, o pior desempenho desde 2008.

A queda da bolsa brasileira refletiu a aversão ao risco observada em praticamente todos os mercados mundiais nesta semana, decorrente dos problemas econômicos dos Estados Unidos e da União Europeia. Para Alcides Leite, professor de mercado financeiro da Trevisan Escola de Negócios, o mercado de ações no Brasil viverá um período de oscilações durante os próximos meses. “Nós vamos viver um período de uma pequena recuperação, depois outra queda e, assim, sucessivamente ao longo dos próximos meses”.