Bucareste (Romênia) – A comitiva brasileira, chefiada pelo vice-presidente José Alencar, chegou ontem à capital da Romênia, Bucareste, procedente da Rússia. É a primeira vez que uma alta autoridade brasileira visita o país. No primeiro dia de visita, José Alencar se encontrou com o presidente Ion Iliescu, que encerra seu segundo mandato no final de 2004.

Segundo Alencar, o governo quer que a Romênia seja uma porta de entrada para os produtos brasileiros na Europa. O alvo é o porto que fica na segunda cidade mais importante do país, Constança, e que recebe o nome da cidade. Localizada no Mar Negro, Constança possui um canal artificial que liga o mar ao Rio Danúbio, que corta vários países europeus. Com o porto e o canal, os produtos brasileiros poderão chegar a diversas localidades européias com rapidez e custo mais baixo.

O vice-presidente ressaltou que a idéia de aumentar as relações comerciais com os romenos é uma recomendação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. “De nossa parte, estou autorizado pelo presidente Lula para mostrar que há boa vontade em incrementar as relações comerciais”, disse.

O presidente Ion Iliescu afirmou que os romenos têm interesse em cooperar com o Brasil. E disse que a visita de Alencar é uma “expressão de que se quer desenvolver os laços entre Brasil e Romênia”. No encontro, o vice José Alencar foi condecorado com a Ordem Nacional da Estrela da Romênia, grau grã-cruz, a mais alta condecoração concedida pelo governo romeno. O interesse do Brasil aumenta pelo fato de que a Romênia deve integrar a União Européia em janeiro de 2007.

Para o presidente do Senado romeno, Nicolae Vacaroiu, com quem o vice também teve um encontro, a visita dará “uma nova dinâmica para nossa relação”. As relações entre Brasil e Romênia são antigas. Em 1880, chegou ao Brasil o primeiro cônsul romeno com o intuito de conquistar o apoio de Dom Pedro I para que o Império brasileiro reconhecesse a independência do Estado romeno conquistada três anos antes. Mas os negócios ainda são tímidos, em comparação com as relações do Brasil com outras nações da Europa Oriental, como a Rússia. De janeiro a setembro deste ano, o país exportou para a Romênia US$ 240 milhões, e compramos apenas US$ 4 milhões.

A Romênia é um dos países que mais compra minério de ferro brasileiro – a principal fornecedora é a empresa Vale do Rio Doce. Outros produtos da pauta de exportação são bagaço de soja, carne de frango, café, fumo, grãos e cereais.