Destacando o bom relacionamento entre Rússia e Brasil, o presidente russo Dmitry Medvedev disse hoje que os países concordaram em promover comércio em moedas locais. Há muito tempo o Kremlin tem procurado reduzir a força do dólar na economia mundial.

“Nós fizemos um acordo (com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva) para criarmos um grupo de trabalho que vai promover a questão das transações em moedas locais”, disse Medvedev. “É de extrema importância tanto para estabilizar o desenvolvimento econômico para os nossos países quanto para um melhor equilíbrio do sistema financeiro internacional”.

O Kremlin, que diz que as economias nacionais são muito dependentes das moedas de reservas globais, principalmente o dólar, tem afirmado que a Rússia e os seus aliados deveriam considerar o uso de moedas locais no comércio bilateral. Medvedev disse que ele e Lula concordaram em expandir a cooperação em energia nuclear, petróleo e gás, projetos de defesa e aeroespaciais.

Os dois líderes assinaram um acordo de parceria estratégica que vai permitir que os países formem o que o Kremlin chamou de “uma aliança tecnológica entre a Rússia e o Brasil”. As informações são da Dow Jones.