As recentes iniciativas de política econômica do Brasil posicionaram bem o País para uma recuperação econômica, embora alguns riscos permaneçam no setor financeiro do país, disse o Fundo Monetário Internacional (FMI) em um relatório sobre a economia brasileira. Em um relatório elaborado depois da consulta anual do Artigo IV com as autoridades brasileiras, os diretores do FMI deram uma avaliação encorajadora das perspectivas econômicas locais.

“Depois de sofrer uma acentuada contração no último trimestre de 2008 e primeiro trimestre de 2009, os diretores receberam com satisfação os sinais de que a economia brasileira começou a melhorar e consideraram que o Brasil está em uma posição favorável para enfrentar bem a crise global”, escreveu a diretoria do Fundo. Em particular, a instituição elogiou o “hábil gerenciamento da liquidez nos mercados doméstico e cambial” das autoridades brasileiras.

O FMI também disse que apoiou as recentes decisões de gerenciamento fiscal adotadas pelo governo brasileiro, incluindo um movimento para reduzir a meta de superávit orçamentário primário do setor público e aumento no investimento público como um estímulo para a economia. No início deste ano, o governo reduziu sua meta de superávit orçamentário primário de 3,8% para 2,5% do PIB. As informações são da Dow Jones.