O governo brasileiro recebeu hoje dos Estados Unidos obras de arte que pertenciam à coleção do ex-banqueiro Edemar Cid Ferreira. Um quadro do pintor norte-americano Roy Lichtenstein e outro do uruguaio Torres García, avaliados em US$ 4 milhões, haviam sido levados para os EUA pelo ex-banqueiro após a Justiça brasileira ter determinado o sequestro de seus bens depois da quebra do Banco Santos, em 2005.

A repatriação será possível graças a um acordo de cooperação jurídica internacional entre os dois países. Cid Ferreira foi condenado a 21 anos de prisão após ter sido acusado de lavagem de dinheiro, formação de quadrilha e gestão fraudulenta, além de ser processado por manter contas ilegais no exterior. Ele responde em liberdade, mas seus bens fazem parte da massa falida do Banco Santos.