Aos olhos de executivos das montadoras, o Brasil voltou a fazer parte dos mercados prioritários para investimentos. "O mercado automotivo está crescendo e nós estamos fazendo mais investimentos no Brasil", disse o presidente mundial da GM, Rick Wagoner.

Luca de Meo, principal executivo da Fiat Automóveis na Itália, também elogiou o desempenho do mercado brasileiro e reconheceu que a Fiat opera no País no limite de sua capacidade, "um bom problema que todo CEO gostaria de ter". "O Brasil é muito atraente, mas a China e a Índia são mais competitivos", disse o presidente mundial da Volks, Martin Winterkorn. As informações são do jornal O Estado de S.Paulo.