O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) instaurou processo administrativo contra uma série de bancos para apurar eventuais infrações à ordem econômica, conforme despacho publicado no Diário Oficial da União. O documento lista as empresas que serão alvo da investigação, mas não especifica o teor da denúncia contra elas.

Segundo o despacho, o processo foi aberto “a fim de investigar as condutas passíveis de enquadramento” nos artigos 20 da Lei 8.884/94 e 36 da Lei 12.529/2011. Esses artigos dispõem, dentre outros pontos, sobre cartel, discriminação de preços, venda casada e prática de preços predatórios.

As companhias acusadas no processo são: Banco Standard de Investimentos, Tokyo-Mitsubishi UFJ Líder Fundo de Investimento Referenciado DI, Banco Barclays, Banco Citibank, Banco de Investimentos Credit Suisse, Deutsche Bank, HSBC Bank Brasil, JPMorgan Chase Bank, Bank of America Merrill Lynch Banco Multiplo, Banco Morgan Stanley, Nomura International Plc – Banco Itaú, Royal Bank of Canada, Royal Bank of Scotland P.Ltd.Co., Standard Chartered Bank, UBS AG, e outros.

As empresas têm 30 dias para apresentar defesa. A assessoria do Cade deve detalhar ainda nesta quinta-feira, 2, o conteúdo do processo administrativo.