O saldo líquido de empregos formais fechados em dezembro de 2013 foi de 449.444 vagas, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado nesta terça-feira, 21, pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). O saldo do mês passado é resultado de 1.094.522 admissões e de 1.543.966 demissões.

O resultado do mês passado ficou próximo da mediana de um saldo líquido negativo de 451.371 vagas, segundo levantamento do AE Projeções. O resultado ficou dentro do intervalo das previsões, que variavam de um corte de 550 mil postos formais até o fechamento de 400 mil vagas.

A saldo de empregos em dezembro, apesar de negativo, foi 10,65% melhor do que o visto em dezembro de 2012, quando houve fechamento de 503.041 vagas pela série ajustada. Já pela série sem ajuste, a melhora foi de 9,56% na comparação com o mesmo mês do ano anterior, quando o volume de vagas fechadas foi de 496.944.

A série sem ajuste considera apenas o envio de dados pelas empresas dentro do prazo determinado pelo MTE e é a preferida do Ministério do Trabalho e Emprego. Após esse período, há um ajuste da série histórica, quando as empregadoras enviam as informações atualizadas para o governo.

Serviços

O setor de serviços foi o que mais gerou empregos em 2013, de acordo com dados do Caged. O saldo líquido de geração de vagas em serviços foi de 546.917 vagas no ano passado. O setor de comércio gerou 301.095 vagas; a indústria de transformação, 126.359 vagas; a construção civil, 107.024 vagas; a administração pública, 22.841 vagas; a indústria extrativa mineral, 2.680 vagas; e a agricultura, 1.872 vagas.