A onda de calor deste início de ano já começa a provocar quedas no abastecimento de energia, problema que causou grandes transtornos em diversos Estados em novembro do ano passado. Desde quinta-feira, indicam os boletins de operações do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), houve pelo menos quatro grandes cortes de energia no País. Além disso, consumidores do Estado do Rio voltaram a sofrer com apagões localizados.

A fragilidade no sistema de distribuição de energia, principalmente no Rio, veio à tona em novembro quando o consumo bateu recorde por conta do calor. Na época, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) chegou a enviar uma equipe de fiscalização à capital fluminense, que detectou falhas na operação da distribuidora Light, que pode ser multada por ter deixado 12 mil clientes por quase 24 horas sem luz.

Depois de um fim de ano mais tranquilo, por conta da queda de temperatura, os problemas voltaram a aparecer, junto ao calor recorde deste início de 2010. Na área de concessão da Ampla, que opera no interior do Estado do Rio, por exemplo, houve dois grandes desligamentos nos últimos dias, afetando moradores de grandes municípios como São Gonçalo e Niterói, num dia, e da região dos Lagos, em outro. Na capital, houve também uma série de apagões localizados.

“Está havendo crescimento do consumo sem investimento correspondente na rede”, diz o professor Nivalde de Castro do Grupo de Estudos do Setor Elétrico do Instituto de Economia da UFRJ (Gesel). Esse fato já foi verificado no ano passado e, agora, com essa nova onda de calor, diz Castro, as empresas estão sendo postas à prova novamente. Nos últimos dias, a temperatura tem ultrapassado os 40°C no Rio, com sensação térmica superior aos 50°C.