A votação da Medida Provisória, que reajustou o salário mínimo em 1º de abril, prevista para hoje, foi adiada para a próxima semana, já que as atenções da Câmara ficaram voltadas para a votação do segundo turno da CPMF no Senado. Também as votações dos projetos da área de segurança pública previstas para hoje, foram transferidas para a próxima semana. Com isso, hoje os deputados estiveram no plenário da Câmara apenas para debates e discursos, sem apreciar nenhuma matéria. (Fonte:ABr)