A Câmara de Representantes dos EUA aprovou neste sábado por unanimidade, com 407 votos, uma lei que prevê o pagamento retroativo aos 800 mil funcionários públicos afastados do trabalho por causa da paralisação parcial do governo dos Estados Unidos, que começou na última terça-feira, dia 1º de outubro. O pagamento será feito assim que o governo voltar a funcionar normalmente. A aprovação faz parte de uma série de medidas que visam minimizar os efeitos do fechamento do governo.

A Casa Branca manifestou seu apoio ao pagamento retroativo, em um dos poucos momentos de consenso entre o governo e Congresso nesta crise.

A medida agora vai ao Senado para votação, mas ainda não havia acordo para aprovação da medida neste final de semana e o prazo final para que a lei passe não está claro. A Casa Branca já garantiu que o presidente Barack Obama vai assinar a lei.

“Finalmente um momento de decência”, disse o republicano Gerald Connolly, cujo distrito tem muitos funcionários federais. Segundo ele, com o voto favorável “nós aliviaremos a angústia sobre se haverá pagamento quando quer que o governo reabra”, completou.

Enquanto isso, a queda de braço entre a administração de Obama e o Congresso continua e um acordo para aprovação do orçamento e reabertura total do governo, que está em paralisação parcial há cinco dias, não se mostra no horizonte. Fonte: Dow Jones Newswires.