A carga de energia elétrica cresceu 2,1% em abril de 2013 frente a igual período de 2012 para 61,97 mil MW médios, de acordo com o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS). Na comparação com março deste ano, o operador apurou retração de 2,5%. No acumulado de 12 meses o crescimento verificado foi de 3,5%. A carga é a soma do consumo de energia e as perdas do sistema.

Segundo o ONS, o desempenho da carga em abril deste ano teve como destaque as taxas de expansão no Nordeste, beneficiada pela ocorrência de temperaturas mais elevadas e pelo desempenho econômico favorável, e no Sul do País.

“No subsistema Sudeste/Centro-Oeste a variação da carga reflete influência do comportamento da indústria, que, segundo os dados de utilização da capacidade instalada divulgados pela Fundação Getúlio Vargas, manteve-se praticamente no mesmo patamar do mês anterior”, informou.

De acordo com o operador, a carga de energia recuou 1,1% no subsistema Sudeste/Centro-Oeste entre abril de 2013 e igual mês de 2012, para 37,07 mil MW médios. Já o crescimento verificado no Sul do País foi de 7% no mesmo período de comparação, para 10,56 mil MW médios. No Nordeste, a expansão apurada foi de 10,5%, para 10,02 mil MW médios. No Norte, o operador registrou ligeiro aumento de 1,4%, para 4,31 mil MW médios.