Depois que três casos de raiva em equinos (cavalos) foram confirmados em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, o município resolveu adiantar a vacinação dos rebanhos bovino, equino, caprino e suíno, além de cães e gatos, em cinco comunidades rurais próximas à localidade de Roça Velha, onde estavam os animais doentes. Pelo menos 20 mil doses foram adquiridas pelo município e a imunização inicia mês que vem. A ideia inicial era fazer a vacinação em agosto.

O procedimento de vacinar o rebanho em um raio de 12 km é recomendação das autoridades em saúde para evitar novos contágios. Os três casos confirmados em São José são provenientes de morcegos hematófagos (que se alimentam de sangue). Numa primeira fase, estão sendo distribuídas doses para os animais das comunidades rurais da Roça Velha, Papanduva, Antinha, Saltinho da Malhada e Malhada. Há mais de 20 anos não apareciam casos de raiva no município.

Como explica a médica veterinária da Secretaria Municipal de Agricultura de São José dos Pinhais, Ana Maria Araújo Barbosa, as pessoas que tiveram contato com os animais também passam por avaliações e, se necessário, são vacinadas. “A raiva não tem cura”, alertou a médica. Ela alertou que se os produtores verificarem os sintomas nos animais (se eles estiverem babando, pedalando ou mais agressivos), devem procurar as autoridades em saúde. Animais com idade acima de três meses são imunizados. De acordo com Ana Maria, a Serra do Mar (as localidades de São José onde foram localizados os casos ficam próximos da serra) é uma área onde há nichos de morcegos hematófagos que se abrigam em troncos de árvores, em grutas e cavernas.

Em todo o Paraná já foram registrados 23 casos de raiva em herbívoros e outros três, em morcegos, neste ano. Em 2009 foram 155 ocorrências e, em 2008, 127. Casos em cães e gatos são mais raros, mas também é necessário vaciná-los contra a doença. A raiva dos herbívoros é uma doença causada por um vírus, e pode acometer todos os mamíferos, inclusive humanos. A doença leva à morte. Os morcegos são os principais transmissores da raiva na área rural. O bicho elimina o vírus pela saliva quando se alimenta com o sangue dos animais.