Centrais sindicais se reuniram nesta terça-feira, 12, pela manhã, no centro da cidade de São Paulo, pelo que chamaram de Dia Nacional de Mobilização. Segundo o presidente da Força Sindical, Miguel Torres, pelo menos 2,5 mil pessoas foram ao local para reivindicar o fim do fator previdenciário e a correção da tabela do Imposto de Renda (IR).

O ato, que começou por volta das 10 horas na Praça da Sé, seguiu em direção à agência do INSS no Viaduto Santa Efigênia. Apesar de não estar presente, o presidente da CUT-SP, Adi dos Santos Lima, confirmou que o empenho da mobilização é de todas as centrais sindicais. “Temos a mesma pauta”, afirmou. A estimativa da Polícia Militar, ao contrário do que disse o predisente da Força Sindical, estimou o número de participantes em 300.