O ministro da Fazenda, Pedro Malan, acaba de anunciar a elevação do centro da meta de inflação de 2003 de 3,25% para 4%. Para 2004, o centro da meta foi fixado em 3,75%. Para esses porcentuais já fica valendo a partir de 2003 a nova margem de variação, que subiu de 2 pontos percentuais para 2,5 pontos percentuais para cima ou para baixo.

Segundo o ministro, as razões que motivaram a alteração da meta de 2003 foram as implicações do carregamento dos choques vividos pela economia em 2001 e 2002, o ?clima de incerteza que prevalece no mundo? e o fato de que, pelas estimativas, a inflação deste ano já está muito próxima ao teto da meta.