Xangai (das agências) – A China anunciou permissão para que empresas locais mantenham um volume maior de moeda forte para uso, principalmente na importação de mercadorias. O objetivo é estimular o comércio e aliviar a pressão de alta sobre o yuan.

Como efeito imediato, a medida abre espaço para as empresas que podiam manter depósitos em moeda forte equivalentes a 30% da receita em moeda estrangeira do ano anterior, agora possam elevar o volume para 50%. As empresas que já podiam manter 50% passam a ter autorização para 80%, acrescentaram os reguladores.

?A mudança vai ajudar as empresas a fortalecer sua competitividade internacional e contribuir para melhorar os mecanismos para estabilizar o câmbio do yuan?, disseram os reguladores chineses. O governo chinês, temeroso de que fortes fluxos possam estar pressionando o câmbio a se apreciar, tem procurado meios de brecar parte desse movimento.

Para permitir que parte dos recursos que ingressam no país façam o caminho contrário, o governo permitiu que turistas e estudantes levem mais dólares e outras moedas fortes para fora da China.

Os reguladores também afirmaram ontem que elevaram o obstáculo para as empresas que desejam participar do comércio, determinando que elas devem agora manter o equivalente a US$ 200 mil – o dobro da cifra original – antes de conseguir a autorização.