A China será capaz de manter a inflação dentro da meta de 3,5% do governo neste ano, mas as autoridades precisam tomar cuidado com as pressões de preços de bens importados, afirmou Ma Jiantang, diretor do Departamento Nacional de Estatísticas (NBSC, na sigla em inglês), disse terça-feira.

O governo deve ser cauteloso sobre a inflação o tempo todo, mas a China tem condições de manter os preços estáveis neste ano, disse Ma aos jornalistas durante o Congresso Nacional do Povo da China.

No ano passado, o índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) da China subiu 2,6%, abaixo da meta oficial de 4,0%.

Produção de grãos da China subiu pelo nono ano consecutivo, no ano passado, enquanto a produção de alguns bens industriais enfrentaram excesso de capacidade, o que vai ajudar a aliviar as pressões inflacionárias neste ano, disse Ma.

No entanto, algumas economias desenvolvidas têm adotado políticas monetárias de relaxamento, o que deve importar inflação, acrescentou Ma. As informações são da Dow Jones.