O superávit comercial da China saltou para US$ 11,4 bilhões em abril, de US$ 139 milhões em março, de acordo com dados divulgados pela alfândega chinesa na madrugada de hoje. O resultado foi obtido graças à desaceleração do crescimento das importações, o que pode sinalizar uma expansão econômica mais fraca no país e deve aumentar a pressão para que o governo chinês permita uma apreciação mais rápida do yuan. A expectativa do mercado era de um superávit de US$ 1 bilhão, de acordo com a mediana das previsões de 14 economistas consultados pela Dow Jones.

As exportações aumentaram 29,9% em relação a abril do ano passado, expansão inferior aos 35,8% registrados em março, mas ligeiramente acima das expectativas, que apontavam alta de 29%. Já as importações cresceram 21,8% na comparação com o mesmo mês de 2010, ante um crescimento de 27,3% em março, e significativamente abaixo da mediana das projeções, que era de alta de 29,5%. As informações são da Dow Jones.