As reservas internacionais da China tiveram queda de US$ 26,98 bilhões em fevereiro, a US$ 3,134 trilhões, segundo dados publicados hoje pelo banco central chinês (PBoC).

O recuo foi o primeiro após 12 meses consecutivos de ganhos nas reservas. Em janeiro, as reservas haviam aumentado US$ 21,5 bilhões.

O regulador de câmbio chinês, conhecido como Safe, atribuiu o resultado do mês passado à desvalorização de ativos e de moedas que não o dólar. A Safe ressaltou, porém, que as reservas devem se manter estáveis.

Analistas consultados pelo The Wall Street Journal tinham previsto redução menor das reservas em fevereiro, de US$ 11 bilhões. Fonte: Dow Jones Newswires.