Mesmo com temperaturas elevadas e chuvas irregulares, não há comprometimento da produtividade da safra de grãos brasileira, de acordo com o diretor de Política Agrícola e Informações da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Silvio Porto.

Nesta quarta-feira, ele fez a avaliação durante a divulgação do quarto levantamento sobre a produção nacional de grãos em 2012/2013, que prevê a colheita recorde de 180,4 milhões de toneladas na safra 2012/2013. “Qualquer informação sobre quebra de safra neste momento é precipitada”, disse.

O diretor salientou que a safra de grãos está com produtividade igual ou superior à média de anos anteriores. A observação foi feita após o levamento realizado em cerca de 10% dos municípios brasileiros (um total de 525) por meio de 63 roteiros, o que representa 75% da produção nacional de grãos.

Porto previu que a irregularidade das chuvas deve continuar por conta da diferença de temperaturas entre o Pacífico e o Atlântico Norte. “Isso é uma preocupação maior para o governo, mas para o Centro-Sul, deve ter uma normalidade”, estimou.